segunda-feira, 30 de abril de 2012

CUIDAR...



CUIDAR...



“Quem ama cuida”...

E estamos neste planeta para aprendermos a cuidar...
Cuidar fundamentalmente de nós mesmos.

É preciso bem cuidar de nosso corpo, veículo físico que nos permite
Estar aqui na tridimensão para mais uma etapa de nosso aprendizado, autoconhecimento, auto-superação e desenvolvimento de nossas faculdades
Espirituais, mentais, e psicológicas.

É preciso cuidar das aparências, mas, primordialmente, daquilo que está por trás e além de todas as aparências.

É preciso, pois, o treinamento do leque das imorredouras virtudes...
Lapidar nosso ser-diamante bruto... Eliminar os defeitos deixando eclodir nossas qualidades, qualidades, talentos e virtudes sempre cultivadas, em graus de perfeição cada vez maior... Até que possamos ver brilhar e resplandecer como o Sol nossa jóia toda trabalhada a serviço da Luz, do Cosmos, do Amor, do nosso semelhante.

Precisamos cuidar de abandonar nosso subjugo do ego favorecendo nosso altruísmo, o cuidar do outro, procurar treinar a vigilância e cuidados com nossos pensamentos, sentimentos e ações no mundo.

Cuidar de não estarmos o tempo inteiro em identificação com nosso corpo.
Sabermos assim que não somos o corpo, não somos nossos pensamentos,
Não somos nossas emoções e nem mesmo a nossa alma.
Cuidar - pela meditação - de procurar a nossa Verdadeira Identidade.
Pois, somente saber que somos Espíritos Imortais, Eternos,
Criados à Imagem e Semelhança de Deus, não basta.
Cuidemos que passemos a nos ver e sentir assim.
Cuidemos mergulhar fundo dentro de nós mesmos e descobrir
- ou redescobrir – quem somos realmente, qual o nosso papel nesta vida
E procurarmos, inicialmente através do nosso Conhecimento Intuitivo,
Ver-nos refletidos em toda a criação... Sabermo-nos em unicidade consciencial
Com todos os seres... ”Um são todos e todos são Um” – Eu Sou Você!

É preciso cuidar do ambiente que nos cerca, evitar o desperdício de água, de alimentos... Desperdícios de qualquer espécie, cuidando de nos situar em harmonia com a Economia Universal.

Precisamos cuidar de subtrair a gordura das palavras, os nossos impulsos automáticos de julgar, rotular, classificar sempre, discriminar, excluir... Cuidar de não nos escravizarmos por nossos hábitos, e criar novos hábitos e ser senhores deles.

É preciso cuidar do coração... Cuidar de nossos amores, cuidar, acolher e manter as amizades, cuidar do nosso amar... Pois estamos aqui para aprender a amar: Amar incondicionalmente nossos seres queridos, e irmos ampliando nossa alma para amar a tudo e a todos, amar a Deus - que poderíamos chamá-Lo assim: Aquele que a Tudo  e a Todos Cuida, que a Tudo e a Todos criou, portanto Aquele que sempre cuidou, cuida e cuidará de Seus Filhos e Sua criação.

É preciso cuidar de nosso perdão, de perdoar e ser perdoados, mas também é preciso conceder perdão a nós mesmos. É preciso serena imparcialidade para alcançar a Paz incompreensível do Cristo que nada pode abalar. [Nada do que vem de fora ou de dentro de mim pode me abalar, repita!]

É preciso assim, nos autocuidarmos cuidando pois de todos quanto de nós se acercam, irradiando Amor, Fraternidade e Compreensão para todo o planeta, em especial no momento de transição atual por que estamos tendo a rica oportunidade de passar e vivenciar, nesta encarnação privilegiada deste agora da Terra.

Cuidar sem apegos é a pedra angular de nossa Liberdade. E cuidando de nosso Silencio desfrutamos das benesses inerentes à Humildade.

Cuidar também é ajudar. Mas é importante compreender que para ajudar é preciso saber. Não adianta pularmos em caudaloso rio para salvar alguém se não sabemos nadar. Também não tem sentido ajudar quem não quer ser ajudado, salvo em alguns casos.

Assim vemos a união do Amor [cuidar] com a Sabedoria [saber] que juntamente com nossa força e determinação pessoal [poder] operar maravilhas quando esses três pilares básicos, harmonizados e equilibrados, estão simultaneamente em ação.

Esses três pilares correspondem às Três Forças Primordiais do Universo: Pai [Força, Vontade], Filho [Amor e Sabedoria] e Espírito Santo [Inteligência, Criatividade]

Lembre-se: “O céu é o nosso objetivo, mas não o nosso limite!”

Vamos cuidar?




Ivanildo Falcão da Gama




25.4.2012

quarta-feira, 25 de abril de 2012

LEGUMES E SEUS BENEFÍCIOS


LEGUMES E SEUS BENEFÍCIOS
Além de serem excelentes fontes de nutrientes essenciais para a nossa saúde, os legumes possuem em sua composição substâncias que ajudam a prevenir diversos tipos de doenças. Vitaminas, carboidratos, proteínas, fibras, ferro, fibras, entre outros, são alguns dos componentes que fazem dos legumes itens indispensáveis no nosso cardápio. De acordo com nutricionistas, de uma forma geral todos os legumes possuem poucas calorias, devido a quantidade de fibras presentes nos mesmos, ajudam no trânsito intestinal, e por conter compostos funcionais, també ajudam a combater o envelhecimento.
O ideal é variar o consumo dos legumes, uma vez que alguns são ricos em determinados nutrientes, enquanto outros possuem mais outros tipos de nutrientes, e assim haverá maior possibilidade de ingerir nutrientes diferentes e em quantidades adequadas. Vamos citar aqui alguns legumes que devido ao seu elevado valor nutricional devem estar presentes diariamente nas nossas refeições.

Benefícios dos Legumes

Legumes e benefícios
A cenoura, grande fonte de vitamina betacaroteno responsável pela manutenção de cabelos, peles, ossos e olhos saudáveis, também fornece sais minerais como fósforo, cloro, potássio, cálcio, sódio e vitaminas do complexo B. A beterraba é uma raiz fonte de vitamina A, B e C , sódio, potássio, zinco, magnésio, folato e ferro, mas muitas vezes é desperdiçada por falta de informação por parte das donas de casa, que desconhecem o poder que a casca, os talos e as folhas possuem.
A abóbora também é uma poderosa fonte de vitamina A, com poder antioxidante capaz de prevenir certos tipos de câncer, além de possuir outras vitaminas, minerais e fibras. A alface é rica potássio, cálcio, fósforo, ferro e vitamina A, C e niacina, agindo como sedativo, calmante, analgésico, cicatrizante, depurativo e desintoxcante. Os aspargo contém vitaminas A, C, cálcio e ferro, sendo altamente indicado para quem tem eczema, doenças de pele, acne, e afecções de rins. Além disso, por ter uma quantidade ínfima de calorias e hidrato de carbono, é ideal para quem quer manter ou perder peso.

domingo, 22 de abril de 2012

BRASIL: LIDER MUNDIAL DE ALIMENTOS ENVENENADOS

BRASIL: LIDER MUNDIAL DE ALIMENTOS ENVENENADOS



Nunca tivemos tanta comida produzida no mundo, mesmo assim um milhão de pessoas passam fome e outro milhão comem menos do que necessitam. A fome é um problema de economia mundial. Em vinte anos, o Brasil tomará dos Estados Unidos a liderança mundial na produção de alimentos. No entanto, 49% dos brasileiros estão acima do peso, sendo 16% obesos, segundo o Ministério da Saúde. A obesidade é um problema de saúde pública, logo, de economia nacional. Por que esse disparate entre a grande quantidade de alimento e a fome e o sobrepeso? Apesar das commodities agrícolas bombarem as bolsas de valores, o sistema alimentar mundial tem falhas, e das grossas: o modo de produção usa recursos naturais de maneira abusiva, o sistema está baseado na industrialização, que artificializa o alimento, e a distribuição é concentrada e controlada por poucos gigantes do setor. Alimentação em quantidade e qualidade adequada e saudável é um direito humano, mas virou artigo de luxo.
Em seu discurso de posse, no dia 18 de abril, a nova presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar, a antropóloga Maria Emília Pacheco, criticou os agrotóxicos, os alimentos transgênicos e a livre atuação das grandes corporações, apoiada na irrestrita publicidade de alimentos, especialmente entre o público infantil, como nocivas para a segurança e soberania alimentar. "O caminho percorrido historicamente pelo Brasil com seu atual modelo de produção nos levou ao lugar do qual não nos orgulhamos de maior consumidor de agrotóxicos no mundo e uma das maiores áreas de plantação de transgênicos", afirmou. O país que está prestes a tornar-se líder mundial na produção de alimentos abusa de venenos que causam intoxicação crônica, aquela que mata devagar com doenças neurológicas, hepáticas, respiratórias, renais, cânceres entre outras e provoca o nascimento de crianças com mal formação genética. O uso massivo de agrotóxico promovido pela expansão do agronegócio está contaminando o agricultor, que tem contato direto com a lavoura envenenada, os alimentos, a água e o ar. Estudos científicos recentes encontraram resíduos de agrotóxicos em amostras de água da chuva em escolas públicas no Mato Grosso. O sangue e urina dos moradores de regiões que sofrem coma pulverização áreas de agrotóxicos estão envenenados. Nos últimos anos, o Brasil tornou-se o principal destino de defensivos agrícolas banidos no exterior. Segundo dados da Anvisa, são usados em nossas lavouras pelo menos dez produtos proscritos na União Europeia, Estados Unidos, China.
É evidente que segurança e soberania alimentar dependem de um sistema de produção alimentar bom, limpo e justo, sustentável e descentralizado, de base agroecológica de produção, extração e processamento, de processos permanentes de educação alimentar e nutricional. É estratégico adotar a soberania e segurança alimentar como um dos eixos ordenadores da estratégia de desenvolvimento do país para superar desigualdades socioeconômicas, regionais, étnico-raciais, de gênero e de geração e erradicar a pobreza extrema e a insegurança alimentar e nutricional.
Fico contente com a posse de Maria Emília Pacheco por sua força de vontade política e clareza de que é preciso fortalecer a capacidade reguladora do Estado, tanto na regulação da expansão das monoculturas, como no banimento imediato dos agrotóxicos que já foram proibidos em outros países, incluindo os que foram utilizados em guerras, como o glifosato. E dar um o fim aos subsídios fiscais, rotular, obrigatoriamente, todos os alimentos transgênicos, assegurando o consumidor o direito à informação. Investir na agricultura familiar e camponesa é eixo fundamental que deve estar na prioridade do governo. Ela gera emprego e renda para milhões de pessoas, estimula a produção de alimentos e a diversidade de culturas, respeita tradições alimentares e preserva a natureza, fixa o homem no campo e fortalece as economias locais e regionais.
Desejo que a proposta da Política Nacional de Agroecologia e Sistemas Orgânicos de Produção, em processo de elaboração por um grupo interministerial, seja amplamente aprovada a aplicada para garantir a proteção da agrobiodiversidade e de iniciativas como a conservação de sementes crioulas, os sistemas locais públicos de abastecimento, circuitos curtos de mercado e mercado institucional. É vencendo esses passos que um país deveria orgulhar-se de ser líder mundial na produção de alimentos.
Por Tatiana Achcar  sex, 20 de abr de 2012

quarta-feira, 18 de abril de 2012

ALIMENTOS SAUDÁVEIS E SEUS PODERES DE CURA

ALIMENTOS SAUDÁVEIS E SEUS PODERES DE CURA
 
A  VITALIDADE DOS ALIMENTOS:
Quanto a vitalidade dos alimentos nós temos quatro grupos:
  ALIMENTOS  BIOGÊNICOS são aqueles que geram vida. São eles: os brotos e os brotos verdes que não são sementes secas e nem plantas adultas.
  ALIMENTOS BIOATIVOS são aqueles que ativam a vida. Eles  devem ser consumidos maduros , crus e bem frescos. São eles: cereais, hortaliças, frutas, nozes e ervas.
  ALIMENTOS BIOESTÁTICOS: são aqueles que diminuem a vida. Seu consumo garante o  funcionamento mínimo do nosso organismo. Eles provocam o envelhecimento das células e não têm substâncias vivas, porque sua energia vital foi destruída. São eles alimentos crus( estocados) alimentos congelados e alimentos cozidos.
  ALIMENTOS BIOCÍDICOS  são aqueles que destroem a vida. São os mais utilizados na alimentação deste século. Este tipo de alimento (refinados, processados e conservados artificialmente) foi inventado pelo homem, eles envenenam pouco a pouco as células do corpo com substâncias nocivas e abrem a porta para as doenças da civilização: doenças cardiovasculares, câncer, reumatismo, diabete e outras doenças degenerativas, bem como doenças mentais.

O OBJETIVO DOS ALIMENTOS
É  uma questão de aprender quais são os alimentos bons e quais são os ruins. O resto cuidará de si mesmo, se você gastar tempo para aprender o que é um bom alimento, e o que o faz ser bom. Seu peso vai cair , você vai se sentir  melhor , mais ágil, mais alerta e você vai aumentar suas chances  de viver até os 100 anos.
Para começar , evite comidas que sejam naturalmente altas em calorias. Existem meios fáceis para saber  quais são esses alimentos sem carregar uma calculadora, diz o Dr. John Mc Dougal, autor de Mc Dougall s medicine (1984).
Qualquer alimento rico em gordura saturada é denso em calorias. A gordura saturada vem de produtos animais- carnes , queijos, leite e ovos. Esses alimentos também têm muito colesterol, então você pode simplificar sua vida e fazer um favor a você mesmo evitando a gordura saturada. Leia rótulos quando possível e admita que suas visitas ao açougue podem ser menos freqüente do que têm sido.
Ponha estes alvos na sua lista de tiros ; sal em excesso, açúcar refinado ( em bolos e tortas também), farinhas refinadas e carboidratos ( pão branco, arroz e doces) , cafeína e aditivos químicos.
A lista dos alimentos sugeridos para consumo inclui aqueles ricos em fibras, contendo quantidades moderadas de gorduras não saturadas, como açúcar natural( frutas são um bom exemplo) e carregados de vitaminas , minerais e outros nutrientes .
Para ficar mais fácil , vamos fazer uma lista de objetivos para o novo modo de comer que irá guiá-lo para uma vida mais longa e feliz.

a)      Corte o consumo de gorduras saturadas para não mais de 10% do total de calorias que você consome. Evite alimentos fritos e dê preferência aos assados , grelhados ou  fervidos; evite bacon e carnes de lanches; evite a maioria das carnes vermelhas e escolha carnes brancas; tire a pele da galinha e peru; coma três refeições de peixe por semana; fique longe de produtos de leite como os cremes, sorvetes e queijos sólidos ou pastosos; tenha cuidado com alimentos baratos e os beliscos empacotados.

b)      Consuma sal o mínimo possível.   O sal existe naturalmente em todas as comidas e você não precisa de mais. A maioria dos alimentos enlatados ou em pacotes contém uma quantidade assustadora de sal, e pode elevar a pressão sangüínea.  Quanto estiver fazendo as compras em supermercados , mantenha-se distante das fileiras onde se encontram pão, laticínios e carnes. Compre alimentos naturais que tenham uma procedência a mais próxima possível do estado em que você vive. OBS: Para reduzir o sal em sua alimentação sem sacrificar o sabor aprenda a usar especiarias e condimentos como: gengibre, alho, pimenta do reino , vinagre e outros , são ótimas formas de adicionar sabor sem sal.

c)      Evite cafeína, café, chá e chocolate são as fontes principais.  É uma droga altamente aditiva.

d)      Desista das comidas processadas. Elas contém muitos aditivos químicos que os cientistas não podem garantir que sejam seguros. Aprendam as ler rótulos; se você não conseguir ler ou pronunciar , provavelmente não irá conseguir engolir também.

OUTRAS RECOMENDAÇÕES POSITIVAS:
COMA POUCO. O excesso não faz parte do vocabulário de qualquer pessoa com 100 anos de idade. Quando as pessoas ficam mais velhas , o metabolismo diminui o ritmo e eles precisam de menos alimentação para manter um peso saudável e um bom nível de energia.
INGESTÃO DE CALORÍAS As mulheres precisam , em média de 1.300 a 1.500 por dia ou 1.800 a 2000 se for muito ativa. Os homens precisam  de 2.100 a 2.900 por dia. Nunca consuma menos de 1.200 por dia, portanto cuidados com as dietas da moda que prescrevem baixo consumo  de calorias para perder peso rápido, pois você poder prejudicar sua saúde.
CONSUMO DE ÁGUA. Beba de 8 a 14 copos de água por dia. Ela é purificadora e faz com que cada sistema em seu corpo funcione com eficiência máxima. Importe . Tome pura (mineral), nunca tome água de torneiras, pois pode estar contaminada. Não tome água muito gelada. Ela reduz o calor do corpo , diminui a resistência e você adoece mais.
PROTEÍNAS. Coma menos proteína e obtenha-a de fontes diferentes. A maioria de nós precisa de 35 a 50 gramas – não as 100 a 200 gramas que a maioria de nós comemos.
E grande parte da proteína que consumimos vem de carnes gordas. Grãos e legumes ( ervilhas, lentilhas e feijões) fornecem excelentes proteínas com menos gorduras. Escolha a carne de aves sem pele, peixes e laticínios sem gorduras (iogurte desnatado) para obter cerca de metade da proteína que você consome e deixe o resto para feijões e outros vegetais.
FIBRAS. Consuma de 40 a 60 gramas de fibras por dia, da maior variedade possível de fontes.
LEMBRE-SE: Alimentos vegetais  como hortaliças , frutas e cereais são alimentos fibrosos naturais.
ALIMENTOS ENERGÉTICOS.
São ricos em carboidratos, que providenciam um fluxo de combustível constante enquanto são ricos em nutrientes e com poucas calorias. Faça destes alimentos seus principais:
Couves, espinafre, cenouras, vagem, rabanete, tomate, morangos, abóbora, repolho, sardinha, laranja, milho, germe de trigo, tofu, carne de galinha, batata doce, farelo de trigo, aspargos, melões, mamão papaia, atum, berinjela, leite desnatado, pepino, abacaxi, feijão preto, iogurte desnatado, beterraba etc.
  "O segredo da boa saúde é mesmo a variedade",   afirma o gastroenterelogista  Dan Weitsberg , editor da Revista Brasileira de Nutrição  Clínica . Consumindo de tudo um pouco, o corpo aproveita melhor o que entra. O oncologista Saxon Graham, da Universidade do Estado de Nova York, diz que dá para garantir a saúde mesmo consumindo carne todos os dias , desde que não faltem vegetais no menu. ‘’ Se ela eleva o risco de câncer’’, argumenta ele, ‘’as plantas em compensação reduzem o perigo.” Saxon  lembra que não se sabe bem como a coisa funciona, mas o fato é que quem tem uma boa alimentação verde conquista a capacidade de consertar danos feitos pela carne no DNA, antes que os estragos virem tumor. É, ao mesmo tempo, uma boa notícia e um argumento definitivo a favor de mais pluralidade na bandeja.
IMPORTANTE:
Coma muitos legumes, verduras e frutas. Primeiro, porque assim você vai ter menos vontade de devorar um filé. Depois porque eles ajudam a consertar seus genes e reduzem muito o risco de câncer.
Uma alimentação saudável pode ser resumida em três palavras:
Variedade , moderação e equilíbrio. Pense nisto!