sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

70 Itens Para Uma Vida Natural



70 Itens Para Uma Vida Natural

Um Corrimão de Escada Para o Cidadão Consciente
Carlos Cardoso Aveline


Nenhum discurso pode ser mais forte do que a prática da qual ele emerge.

Esta prática pode ser pessoal ou de grupo, social ou individual, objetiva ou subjetiva; ou pode ocorrer em todas estas dimensões, ao mesmo tempo.

A base do discurso, no entanto, é a vivência. A força dos profetas - ecológicos ou não - só pode vir da vida concreta que eles levam adiante. As palavras são extremamente úteis quando emergem de uma vivência real. Mas só servem para desorientar ainda mais quando estão divorciadas dos fatos.

Assim, também, a consciência ecológica do cidadão será tão forte e tão clara quanto seus gestos cotidianos. Consciência ambiental não se reflete em saber intelectualmente que o automóvel não deve ser exagerado como opção de transporte, mas se reflete em usá-lo menos, de fato, incluindo a bicicleta, o ônibus e a caminhada em nossas opções práticas e cotidianas. O amigo da natureza não é apenas aquele que tem um discurso de defesa do ambiente natural. É, mais ainda, aquele que reexamina a cada dia sua prática pessoal e a adapta, com moderação e equilíbrio, ao ideal de vida que ele mesmo vai constantemente esculpindo à medida que aprende a viver.

É preciso ir além do discurso crítico, e uma nova prática já emerge da vida de cada um. Novos hábitos alimentares, uma nova vigilância ecológica de cada consumidor, toda uma postura diante da vida surge movida por uma multidão de pequenos gestos cotidianos. Esta transformação, simultaneamente individual e coletiva, não parece gigantesca, mas não tem os pés de barro. Acontece quase imperceptivelmente, mas pode ser irreversível. Não é resultado da propaganda, mas do despertar de uma consciência que não pode mais ser retirada do cidadão.

O cidadão ecologicamente correto sabe que seu exemplo diz mais do que suas palavras, e suas palavras têm mais peso e significado quando refletem uma prática cotidiana. Há centenas e centenas de recomendações ecológicas a serem possivelmente observadas em diferentes aspectos da vida moderna, submersa na alta tecnologia. Selecionamos aqui apenas setenta itens, tocando uns poucos aspectos da vida do cidadão. Eles podem servir como elementos de apoio para um exame da nossa prática.

Nossa vida se desenvolve em um ritmo natural? Depois de ler calmamente os itens a seguir, você poderá ter uma imagem do seu desempenho ecológico. Anote quais são as recomendações que você já atende hoje. Em relação a elas, você pode renovar o compromisso com sua própria consciência, ou talvez ampliá-lo, avançando e aprofundando a sua postura.

Anote também quais são as ideias que você ainda não adotou, mas que poderia colocar em prática quase sem esforço, com vantagem para sua saúde e para o equilíbrio ambiental. E marque ainda aqueles pontos que exigem um esforço bem maior, inclusive uma boa quantidade de esforço e autodisciplina. Não tome decisões grandiosas ou radicais. Prefira uma mudança gradual e firme. O mais importante é que você avalie, periodicamente, seu desempenho perante sua própria consciência. Inclua outros itens específicos e que permitam uma avaliação da qualidade da sua vida em um sentido mais abrangente. Lembre-se de que a ecologia pessoal é a base de toda ecologia social.

0000000000000000

1) Respirar mais profundamente - A verdade é que o sangue precisa de oxigênio. Respiração profunda amplia a clareza da mente e dá mais saúde física. Faça isso calmamente, durante alguns minutos por dia. Diante de ar livre e puro, na medida do possível.

2) Abrir espaço para a qualidade de vida na rotina diária - Não deixe para depois de amanhã a melhora que pode produzir e estabelecer hoje. A qualidade de vida é uma planta que se tem que regar todo dia.

3) Manter contato com o jornal que você lê, a rádio que escuta, a sua estação preferida de televisão - Ligue para meios de comunicação social e faça sugestões de assuntos que deveriam ser abordados. Critique quando errarem, elogie quando acertarem. A influência do consumidor de informações é decisiva para que os meios de comunicação possam melhorar seu conteúdo. Escreva cartas para a coluna do leitor e expresse seus pontos de vista.

4) Dar folga para o estômago - Seu estômago é um dos seus amigos mais importantes. Não se empanturre. Coma para alimentar-se. Não se intoxique.

5) Uma pausa antes de comer - Antes de iniciar uma refeição, pare um instante, acalme sua mente, concentre-se na idéia mais elevada que puder imaginar no momento. Deixe de lado toda pressa e ansiedade. E então comece a comer com calma e tranqüilidade, para que a digestão possa começar de maneira certa.

6) Mastigar bem os alimentos - Quando começa uma refeição, a pressa e a ansiedade devem ser deixadas de lado. Mastigar, como respirar, deve ser um gesto completo, consciente, íntegro.

7) Comer menos carne - Afaste-se, gradualmente, do processo de massacre diário dos animais para “produção” de carne. Há ainda outros motivos, além do respeito à vida. A carne bovina vem com hormônios, conservantes e toxinas que a tornam alimento pouco saudável. Diminua o uso da carne, e se quiser proteínas animais, prefira leite, queijo, ovos. Pense em uma alimentação mais vegetariana. Se possível, elimine gradualmente todo tipo de carne da sua dieta.

8) Beber café moderadamente. - Evite tomar doses excessivas de café ou chá preto. A ingestão excessiva de café pode causar problemas de comportamento, alterações cardíacas, câncer de bexiga e aumento do colesterol. A cafeína produz insônia e excitação nervosa. O café de cevada pode ser uma alternativa. Mas os sucos e chás naturais têm diferentes propriedades medicinais. Escolha entre eles o mais adequado para você.

9) Evitar bebidas alcoólicas - Caipirinhas, vinhos e outras bebidas alcoólicas são uma violência contra o organismo. Evite o alcoolismo como meio de transcender a sua consciência média da realidade. Se quiser transcender, leia sobre Jnana Ioga, Carma Ioga, filosofias orientais, filosofia clássica ocidental. Buscar a sabedoria é bem melhor do que destruir o sistema nervoso com bebidas alcoólicas.

10) Preferir alimentos com fibra - Segundo a Organização Mundial da Saúde, grande parte dos casos de câncer ocorrem por razões ambientais, inclusive o cigarro e a má alimentação. Os alimentos integrais, com fibras, previnem problemas de saúde. Evite alimentos artificiais ou refinados.

11) Beber menos leite de vaca - Diversos produtos químicos são lançados em seu leite diário, desde conservantes até aromatizantes. As vacas leiteiras recebem doses quase constantes de antibióticos e hormônios prejudiciais à saúde delas e à nossa também. Leite de soja é uma boa opção.

12) Reduzir a ingestão de ovos - Poucas galinhas poedeiras, hoje em dia, têm vida ou alimentação naturais. São mantidas em cativeiro, sem poder mover-se, recebendo altas doses de hormônios para produzir mais ovos. Deixando de comprar ovos nestas “granjas”, você não compactua com o massacre dos animais – e protege sua saúde.

13) Abandonar as frituras - Se você não resiste a uma fritura de vez em quando, faça com que isso seja apenas uma exceção, e use óleos leves, sem colesterol. É melhor tentar viver sem frituras, ou com poucas.

14) Largar a carne de porco - A carne de porco é, entre todas, provavelmente a mais prejudicial a saúde. Sem falar na saúde do próprio porco, que é a primeira vítima inocente do processo. Os animais merecem o nosso respeito. Não sabem falar, não podem defender-se, mas sentem dor tanto quanto nós. E há o nosso dever para com o nosso corpo físico. Ele é o nosso primeiro e melhor amigo neste mundo, e trabalha 24h por dia para nós, sem nada a reclamar, mas tentando reparar todos os erros que cometemos em nossa alimentação e ritmo de vida.

15) Evitar alimentos muito quentes ou muito frios - Chá muito quente, e sorvete ou suco muito gelado, não ajudam o organismo. É melhor evitar os extremos de temperatura nos alimentos ingeridos. Faça como os animais, que instintivamente preferem alimentos com temperatura próxima à de seu organismo. O conselho dos iogues é o mesmo.

16) Preferir alimentos naturais da estação - Os vegetais produzidos fora da estação exigem uso mais intensivo de pesticidas e substâncias químicas. Prefira frutas e legumes da época.

17) Verduras e legumes sem veneno - Com vitamina A e cálcio, a cenoura e as verduras, assim como a maçã, podem ajudar a neutralizar o chumbo, cobre e outros metais pesados em nosso organismo. Quando possível, compre produtos de agricultores que não usam venenos.

18) Lavar bem as verduras - Toda verdura de folha deve ser bem lavada para que saiam restos de agrotóxicos. Deixar algum tempo de molho em bacia com água também é bom; inclusive com um pouco de vinagre ou suco de limão, o que ajuda a matar parasitas e bactérias. E jogue fora as folhas externas, nas quais os poluentes estão mais acumulados.

19) Preservar o peixe - Peixe não é necessariamente uma boa alternativa alimentar para quem elimina as espécies mais prejudiciais de carne. As águas poluídas são um sério problema. Peixes acumulam metais pesados. E a questão ética permanece: você sabe quanto sofre um peixe antes de morrer, lentamente, por asfixia? E quem pode medir este sofrimento?

20) Diminuir o açúcar - Aceite o açúcar natural presente nos alimentos. Adoce com mel ou com frutas. Se não puder renunciar ao açúcar, use o mascavo, que é menos prejudicial.

21) Evitar adoçantes artificiais - Adoçantes artificiais fazem mal à saúde. Se quer evitar o açúcar, prefira mel puro ou outro adoçante natural.

22) Fazer a sua geléia - É relativamente fácil fazer geléia em casa, que é mais barata, com mais fruta, com menos açúcar e sem aditivos.

23) Olhar o rótulo dos alimentos comprados - Verifique a data de validade do produto e as instruções para seu uso. Os consumidores brasileiros que não o fazem acabam comprando grande quantidade de alimentos com data vencida ou usando-os de modo nocivo para a saúde.

24) Limitar o uso de refrigerantes - Coca-Cola e Pepsi-Cola têm cafeína, que causa uma dependência como a criada pelo café e chá preto. Além disso, outros aditivos e propriedades destas bebidas fazem-nas altamente destrutivas dos dentes e nocivas ao estômago. Em geral os outros refrigerantes são menos agressivos à saúde, o que não chega a ser um elogio. Beba chás gelados e sucos naturais. Não só não fazem mal, mas ajudam a manter e a recuperar a saúde. Também neste aspecto, proteja suas crianças.

25) Abandonar o forno de microondas - Além dos fornos domésticos, as freqüências de microondas são usadas em sistemas de radares e telecomunicações. Evite viver próximo de sistemas de radar devido a seus efeitos cancerígenos. No caso do forno doméstico, o melhor é não tê-lo. Opte por métodos mais simples e seguros de preparar e aquecer alimentos. Além dos problemas citados, o forno de microondas também pode desenvolver aminoácidos tóxicos para os rins e o fígado em alimentos como queijo, leite, carne, e peixe. Normalmente usado por muito pouco tempo, ele não dá, aos alimentos que aquece, uma temperatura uniforme capaz de matar todas as bactérias.

26) Preferir alimentos integrais - Quando possível, deixe de lado a farinha, o açúcar, o sal e outros alimentos refinados. Na sua fabricação são usados branqueadores e substâncias artificiais. Prefira farinha, arroz e pão integrais, e sal marinho.

27) Proteger as crianças dos alimentos nocivos - Mediante um trabalho de educação integral, você pode conscientizar seus filhos (e os amigos deles, já que uma criança não vive isolada) sobre os problemas do excesso de doces e balas, dos refrigerantes, hambúrgueres, cachorros-quentes e outras armadilhas do chamado mundo moderno. Estes alimentos têm, muitas vezes, não só excesso de açúcar, mas corantes, conservantes, e outros aditivos prejudiciais. A satisfação que eles dão dura poucos segundos, mas há conseqüências de longo prazo como fraqueza nos dentes, mais possibilidades de contrair doenças, e gastos com médicos e dentistas.

28) Evitar remédios convencionais - Tome remédios só quando for de fato necessário. Neste caso, prefira o enfoque homeopático ou naturalista. Os laboratórios químicos induzem ao consumo de remédios não só desnecessários, mas prejudiciais.

29) Aproveitar o valor curativo dos alimentos - Há uma relação decisiva entre a saúde física e a alimentação. Hipócrates ensinou: “faz do teu alimento o teu remédio”. Quando atuamos preventivamente, o efeito curativo dos alimentos naturais é ainda maior. Entre os autores clássicos que fazem o desdobramento prático do axioma de Hipócrates temos Alfons Balbach, autor de “As Frutas na Medicina Doméstica” e “As Hortaliças na Medicina Doméstica”. Entre os autores mais recentes, temos Jean Carper, com várias obras importantes. Cabe mencionar Rita Córdova e o seu bom livro “Comer? Como? Quanto? O quê?” (Ed. Bodigaya, Porto Alegre, 2003). Sobre o sistema digestivo como fator determinante da saúde, veja “O Cérebro Desconhecido”, de Helion Póvoa, Ed. Objetiva, 2002).

30) Preferir acupuntura, do-in, homeopatia, aromaterapia - Estas e outras terapias alternativas tradicionais não intoxicam o paciente. Elas o convidam a compreender melhor a si mesmo e a estudar as bases do equilíbrio interno que sustenta a saúde física. Evite, porém, as terapias inventadas recentemente, as “curas à distância”, os “passes magnéticos”, as “curas através de poderes psíquicos” e outras terapias supostamente “espirituais”. Sobre isso, veja o texto “As Medicinas Alternativas”. Ele pode ser facilmente localizado pela Lista de Textos por Ordem Alfabética, em www.FilosofiaEsoterica.com .

31) Uso moderado do automóvel - Carro particular causa poluição ambiental e priva seu organismo do necessário exercício físico. Use-o quando necessário, mas valorize a caminhada e outros meios de transporte.

32) Ao dirigir, evite altas velocidades - Altas velocidades não são apenas perigosas para você e para os outros, mas prejudicam todo o meio ambiente. Dirigindo a 112 km/h - por exemplo - você gasta 25% mais combustível do que viajando a 88 km/h. Andando mais devagar, você economiza dinheiro e polui menos.

33) Andar de bicicleta - Este é o veículo mais usado em todo o mundo. Descongestiona o trânsito nas cidades, não polui e faz bem à saúde.

34) Fazer exercícios físicos diariamente - Faça ginástica, jogue vôlei, futebol ou basquete ou tênis de praia. Exercícios físicos moderados são essenciais para manter à saúde e uma atitude equilibrada e saudável diante da vida, evitando as causas do estresse e da tensão.

35) Ser amigo das árvores - Além de todas as funções ecológicas conhecidas, ter uma ou mais árvores por perto acalma as pessoas e melhora seu estado de ânimo. No caso de hospitais, pacientes que têm árvores dentro de seu campo visual ficam curados mais rápido. Mantenha seu bem-estar interior convivendo com árvores. Defenda-as, quando ameaçadas. Cuide delas. Plante mudas. Isso fará com que se sinta melhor consigo mesmo e com a vida ao seu redor.

36) Deixar o cigarro - Além do tabaco, o cigarro contém quase 2000 agentes químicos, na maior parte cancerígenos. Respeite seus próprios pulmões e os dos outros. No plantio de fumo o impacto ambiental é muito grande: florestas nativas são cortadas e pesticidas são lançados ao solo. As mesmas terras poderiam, em vez disso, estar produzindo alimentos para os pobres. O consumo de cigarro é provocado artificialmente por campanhas de propaganda das multinacionais. Economicamente, as doenças geradas pelo cigarro significam grande prejuízo para a sociedade.

37) Raio-X, só quando indispensável - Evite radiografias sempre que possível. Mesmo pequenas doses de radiação - que às vezes não são muito pequenas - devem ser evitadas para manter melhor a saúde.

38) Economizar e reciclar papel - Use papel dos dois lados. Quando possível, compre papel reciclado, ou pelo menos não branqueado com cloro, produto nocivo ao meio ambiente.

39) Procurar os recicláveis - Quando for às compras, priorize os produtos recicláveis, que podem ser consertados, reabastecidos, recarregados e usados de novo. Evite produtos que dependem de pilhas e baterias, porque são altamente poluentes.

40) Deixar de lado o isopor - Usado para embalar sorvetes e em várias outras situações, o isopor não é amigo da natureza.

41) Saber onde está a fonte de seu bem-estar – A verdadeira fonte do seu bem-estar pessoal não está no ato de comprar objetos. A auto-estima não depende de quanto dinheiro você gasta. O bem-estar surge da sua relação consigo mesmo. Ele emerge naturalmente do autoconhecimento, do auto-respeito e da auto-disciplina.

42) Viver um dia de cada vez – Aquele que opta pela filosofia da simplicidade voluntária pode viver cada dia da sua vida como uma obra completa. Assim existe paz interior e é deixada de lado a cobiça. A busca de ganhos desmedidos leva a todos os problemas ambientais de uma civilização materialista. Quando superamos a ansiedade que leva à ambição, percebemos que a bênção está na simplicidade.

43) Falar moderadamente ao telefone celular - Apesar do enorme poder de pressão das empresas de telefonia móvel, algumas pesquisas científicas indicam que pode haver dano à saúde quando o telefone celular é usado por longo tempo, e quando ele é mantido por muitas horas por dia junto ao corpo humano. As ondas magnéticas emitidas pelos celulares são algo a que o organismo não deve ser exposto longamente sem necessidade.

44) Desligar mais a televisão - Usada em excesso, a televisão interrompe a convivência familiar e destrói a vida intelectual, cultural, e social das pessoas. Com seus programas alienantes, a televisão é um exemplo de poluição mental e deseducação da população. Mas, usada com moderação e inteligência, pode ser um fator positivo na vida. Às vezes, há bons filmes. Existem bons noticiários e alguns programas culturais e ecológicos. Opte pelas estações cuja programação é cultural e educativa. BBC de Londres e CNN têm bom jornalismo.

45) Economizar água - A água é um recurso natural escasso. Não deixe a torneira aberta todo o tempo enquanto escova os dentes. Não fique meia hora embaixo do chuveiro aberto. Tome providências de imediato se há um vazamento em sua casa ou prédio.

46) Evitar panelas de alumínio - Procure substituir gradualmente suas panelas de alumínio. Prefira panelas de aço, esmaltadas, de ferro, ou ainda de vidro. O alumínio da panela se desprende quando são cozinhados alimentos ácidos, ou quando se raspa o recipiente com força. Há várias doenças associadas ao excesso de alumínio no organismo humano.

47) Preferir sabonetes naturais - Há sabonetes com perfumes artificiais que não só prejudicam a pele, mas o meio ambiente, isto é, o rio ou arroio para onde vão, dissolvidos na água. Não se iluda com perfumes fortes. Não são bom sinal.

48) Transpirar naturalmente - Não exagere com os desodorantes. O suor natural é importante para eliminar toxinas. Desodorantes supostamente “modernos”, à base de cloridato de alumínio, formaldeído e amônia, bloqueiam os poros da pele e fazem mal à saúde. Talcos neutros como o polvilho anti-séptico “Granado” relativamente são inofensivos à pele e necessitam uso menos freqüente.

49) Reduzir o uso de produtos descartáveis - Acelere a evolução do mercado consumidor brasileiro em direção a uma atitude de respeito para com o meio ambiente. Evite comprar produtos descartáveis, ou que vêm envoltos em enormes embalagens.

50) Evitar o uso de amianto - Evite quando possível o amianto, seja em telhas, reservatórios de água ou qualquer outro produto. O amianto desprende microfibras que são inaladas na respiração, e podem provocar graves doenças respiratórias. O produto já foi proibido diversos países. Também é nocivo ao meio ambiente e à saúde dos trabalhadores que o produzem.

51) Usar roupas e sapatos até o final. Se você compreende a idéia da simplicidade voluntária, então você provavelmente não consegue compreender por que há tamanha obsessão atualmente com a moda e a chamada “elegância pessoal”. Nesse caso, não se preocupe. Você está em boa companhia. Todas as religiões e filosofias condenam a superficialidade e a vaidade e ensinam há muito tempo que “quem vê cara não vê coração”. Como se isso fosse pouco, a revista “Biosofia”, de Lisboa [1], publicou uma pequena história sobre Albert Einstein:

Antes e depois de se ter tornado conhecido, Einstein sempre foi muito descuidado com seu vestuário e aparência. Certo dia, em Ulm – sua terra natal – cruzou com um amigo que lhe fez notar, com todo tato e muito carinhosamente, que a sua indumentária talvez não estivesse muito alinhada... ‘Não tem importância’, disse Einstein. ‘Aqui todos me conhecem!’ Anos depois, outro amigo encontrou-o nas ruas de Nova Iorque vestindo um sobretudo todo “surrado”. Preocupado, segredou-lhe: ‘Meu amigo, por favor, não ande vestido assim. Não é adequado para uma pessoa do seu nível!’ E Einstein respondeu: ‘Não tem importância. Aqui ninguém me conhece!’

52) Colocar as mãos na terra - Se você tem um pedaço de terra no quintal, ou tem pátio grande, ou uma chácara, uma boa atividade é fazer uma horta. Até em vasos, em um apartamento, se houver sol, é possível plantar uma verdura. Pode ser alface, couve, chuchu, tomate, espinafre, cenoura. Plantar é uma das melhores higienes mentais possíveis. E na hora de comer, você terá certeza de que está livre de venenos.

53) Dar folga para seu bolso - Compre só o necessário. Vivemos em um mundo de falsas necessidades, criadas artificialmente. Saia fora do círculo vicioso de consumo-pelo-consumo, responsável por tanta destruição ambiental, tanta exaltação do egoísmo. Uma atitude mais reservada em relação à compulsividade consumidora pode, literalmente, dar lucro a você.

54) Participar do movimento ecológico - Deve haver uma entidade ecologista em sua cidade. Certamente há muitas delas em seu Estado. Associe-se. Participe das reuniões. Sempre que possível, participe de ações concretas em defesa do meio ambiente.

55) Manter contato com o(s) político(s) em quem você votou nas últimas eleições - Seja vigilante: acompanhe as ações do vereador, prefeito e deputado a quem deu seu voto. Pressione para que eles se posicionem corretamente nas questões ambientais e de qualidade de vida.

56) Estimular o uso de energia natural renovável. Na sua empresa ou âmbito de atuação, leve em conta o fato de que a energia solar e a energia eólica são exemplos de alternativas cada vez mais valorizadas.

57) Verificar a destinação final de resíduos sólidos. Onde vai o lixo da sua empresa, prédio ou comunidade? O que se pode reutilizar? O que se pode reciclar? Como eliminar o desperdício?

58) Conscientizar filhos, sobrinhos ou irmãos menores - Converse sobre a questão da defesa ambiental com seus familiares. Se você é adolescente, pode ajudar seus amigos ou irmãos menores a perceber um sentido mais amplo na vida. É útil questionar toda a rotina diária a partir do ponto de vista da qualidade de vida.

59) Ganhar tempo no ônibus - Ir de carro aos lugares onde isto não é indispensável e constitui uma perda de tempo. Se der preferência ao ônibus ou metrô, você pode ir lendo ou estudando, porque o tempo da viagem é útil. Se a distância for pequena, há a possibilidade de caminhar ou ir de bicicleta.

60) Evitar o excesso de sol na piscina ou praia - Entre 10h e 15h30 o perigo é maior. Os índices de câncer de pele são preocupantes desde os anos 1990.

61) Usar repelentes naturais - Evite os repelentes químicos contra insetos como o mosquito e o borrachudo. Prefira produtos inofensivos à saúde humana e ao meio ambiente, que podem ser encontrados em lojas naturais. Colocar telas nas janelas e portas da casa e usar mosquiteiro também constituem providências eficientes.

62) Evitar a causa das dores de cabeça (e de outros males) - De cada dez casos de dor de cabeça, nove são resultado de tensão, inclusive ansiedade, depressão, preocupação e problemas emocionais semelhantes. Tomar comprimidos é uma falsa solução. Beba um chá de camomila. Sente-se calmamente, espinha dorsal ereta, pés firmemente apoiados no solo, imagine a energia que está concentrada na cabeça dissolvendo-se e distribuindo-se calmamente. Relaxe. Faça exercícios físicos moderadamente, pensando definidamente em algo agradável. Revise, examine e elimine um a um os fatores tensionantes de sua vida diária.

63) Ser sério, mas sorrir - O bom humor e o riso contribuem para nos manter relaxados e evitar tensões ou doenças. Fale sobre seus problemas com amigos confiáveis. Desabafar com gente amiga é uma maneira de evitar que os problemas ganhem importância exagerada. Quando falamos dos problemas, eles desinflam.

64) Cultivar a calma. Evite o excesso de tensão ou ansiedade. Mantenha um ritmo natural. Perceba o silêncio entre um pensamento e outro e ouça seu coração. Tenha consciência da ação do vento sobre as folhas das árvores mais próximas a você.

65) Apoiar cooperativas e outras iniciativas da economia solidária. Junte-se a ações comunitárias em que pessoas livres se organizam para produzir com base na ajuda mútua. Essa é a grande alternativa para a construção de cidades que sejam socialmente justas e economicamente eficazes. Nas cooperativas, os trabalhadores estabelecem novas relações de produção e passam a ser donos do seu próprio trabalho.

66) Fazer passeios pela natureza - Ninguém pode amar ou defender o que não conhece. Deixe de lado a tensão do trabalho urbano e visite os lugares da natureza. Esvazie-se da pressa e aprenda a perceber a música e a harmonia presentes no silêncio da natureza.

67) Viver junto à natureza – Pense na possibilidade de, mais cedo ou mais tarde, comprar um pequeno pedaço de terra e passar a morar junto à natureza, ou, pelo menos, passar lá os finais de semana. A experiência de viver junto ao ambiente natural não é fácil. Mas tem uma importância fundamental para quem estuda filosofia, para quem pensa que a atual civilização necessita ser renovada, e para quem é amigo da natureza.

68) Buscar soluções novas. Valorize o passado, mas não fique preso a ele. Aceite o novo e o desconhecido. Certa vez, o sábio Nasrudin procurava desesperado alguma coisa no chão, à noite, sob o poste de luz. “O que foi que você perdeu?” , perguntou um amigo. “A chave da minha casa”. O amigo de Nasrudin ajoelhou-se e começou a ajudá-lo a procurar. Mas pouco depois perguntou: “Onde foi, exatamente, que você perdeu sua chave?” Nasrudin apontou para um lugar distante: “Foi lá”. “Mas, então, por que você está procurando aqui, junto à porta da sua casa?” – perguntou o amigo, estupefato. E Nasrudin explicou: “Porque aqui o terreno está iluminado pela luz do poste. Lá onde perdi a chave, eu não enxergo nada!”. [2] Assim também nós, em geral, evitamos procurar as coisas que necessitamos onde elas realmente estão. Muitas vezes preferimos buscá-las apenas dentro do terreno da rotina dos nossos velhos pensamentos. São João da Cruz escreveu: “Para chegares ao que não sabes, hás de ir por onde não sabes”. [3]

69) Fazer, de tempos em tempos, uma auto-avaliação - Verifique calmamente o grau de coerência que você já atingiu na vivência de seu ideal ecológico, e também em outros aspectos da sua vida. Contente-se com a realidade, e veja como pode melhorar sem alimentar conflitos desnecessários consigo mesmo. Identifique de que modo pode continuar se auto-aperfeiçoando com tranquilidade, e ser cada vez mais sábio na arte de viver.

70) Estudar teosofia - A filosofia teosófica original pode ser definida como uma ecologia da mente, e também como uma ecologia do cosmo. O estudo das leis do universo mostra a unidade dinâmica de tudo o que existe. Desta percepção surge a consciência ambiental. O website www.FilosofiaEsoterica.com é um centro de documentação teosófica e está ligado a um e-grupo, em YahooGrupos, que funciona como um laboratório de pesquisas sobre a arte de viver. Os interessados em acompanhar este trabalho devem escrever a lutbr@terra.com.br solicitando informações.

000000000000000000

Acrescente agora aqueles itens que são importantes para você mas que não constam nesta lista, e defina algumas metas pessoais para o futuro próximo.


NOTAS:

[1] “Biosofia”, pág. 17 da edição do verão de 2004 (o verão em Portugal ocorre de junho a agosto). A revista é editada pelo escritor José Manuel Anacleto. O texto sobre Einstein é de Margarida Fonseca.

[2] “O Poder da Sabedoria”, Carlos Cardoso Aveline, Ed. Teosófica, Brasília, 191 pp., ver pp. 82-83.

[3] “São João da Cruz, Obras Completas”, Ed. Vozes, RJ, 1149 pp., ver p. 182.


Fontes Bibliográficas Não Citadas Acima:

*“Design For a Livable Planet”, de John Naar, Harper & Row, Publishers, Nova Iorque, EUA, 1990.

*“The Young Person’s Guide to Saving the Planet”, Debbie Silver & Bernadette Vallely, Ed. Virago, Londres, 1990.

*“330 Dicas de Atitudes para Contribuir com a Saúde do nosso Planeta Terra, o Coração Ainda Bate, um guia de conservação ambiental”, Fundação Biodiversitas, Ed Tchê!, RS, 1990.

*“1001 Ways to Save the Planet”, Bernadette Vallely, Penguin Books, Londres, 1990.

*“A Vida Secreta da Natureza”, Carlos Cardoso Aveline, terceira edição, Ed. Bodigaya, Porto Alegre, 2007, 156 pp.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

CORONÁRIAS SUPER INTERESSANTE

CORONÁRIAS
SUPER INTERESSANTE
Um médico naturalista estava muito triste porque participou de congressos e, embora comprovados, os resultados não eram divulgados, e como ele disse: 'NÃO DÁ IBOPE''.

Então ensinou a fazer um exercício simples que evita problemas cardíacos:


1º) Antes do banho, exercitar a panturrilha (levantar o corpo na ponta dos pés), primeiro rápido até esquentar as panturrilhas e, depois, uma sequência de 10 movimentos lentos.
Pronto. Esse exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das veias.
Nos primeiros 6 meses, se a pessoa estiver com excesso de peso, ela emagrece da cintura para baixo e, nos 6 meses seguintes, da cintura para cima;
Depois de 2 anos, não engorda mais e, além de tudo, diminui o risco de uma cirurgia cardíaca que custa em média, hoje em dia, R$ 38.000,00 e, de um modo geral, os planos de saúde nem sempre pagam.

Melhora o problema de micro varizes.


2º)
Ao chegar em casa, coloque os seus pés em uma bacia com água bem quente (o famoso escalda pés) - além de relaxar, esse processo desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e melhora, inclusive, a visão.
Esse processo foi pesquisado com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos de gangrena, o quadro geral de saúde dos pesquisados melhorou e, como um fato relevante, a melhora da visão.
Evita o encurvamento da coluna.

3º)
Ao acordar, deitado de barriga para cima, pedalar 120 vezes no ar.
Esse exercício melhora o posicionamento da coluna e da postura, diminuindo ou retardando o encurvamento das costas e aliviando as dores nas costas.
Este exercício, recomendo que o faça, imaginando estar sentado no selim da bicicleta (mas deitado na cama, de costas, claro), para que não fique com os joelhos muito próximos um do outro, o resultado é muito melhor (sugestão pessoal, porque garanto que faz diferença, Marilia)4º) Baixando a pressão
Ao perceber que a pressão subiu, coloque as pernas dentro de um balde com água muito gelada até os joelhos.
Permaneça nesta imersão por 20 min.

Este processo fará com que o organismo, na busca de aquecer os membros inferiores, faça com que o acúmulo de sangue na cabeça desça, baixando a pressão.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

10 Maneiras de Praticar o Fortalecimento de suas Intenções


10 Maneiras de Praticar o Fortalecimento de suas Intenções


Uma mensagem de Wayne W. Dyer
Sábado, 22 de novembro, 2008



A seguir, estão dez maneiras práticas para fortalecer a sua intenção de respeitar a si mesmo em todos os tempos:

Passo 1: Procure em um espelho, conecte-se com você mesmo através do olhar e dizer "Eu me Amo" tantas vezes quanto possível durante o dia. Eu me Amo: Estas três palavras mágicas ajudam você a manter a sua auto-estima. Agora, tenha consciência de que dizer estas palavras talvez seja difícil no início pelas condições a que vocês tem sido expostos há mais de uma vida e porque as palavras podem trazer para a superfície de restos de desrespeito a que seu ego quer que você se apegue.
Seu impulso imediato poderá ser o de ver isto como uma expressão do desejo do seu ego sentir-se superior aos demais. Mas esta não é de forma alguma uma declaração do ego - trata-se de uma afirmação de amor próprio.

Passo 2: Escreva a seguinte afirmação e repita vezes sem conta para si mesmo: Eu Sou inteiro e perfeito como Eu fui criado! Carregue este pensamento com você para onde quer que vá. Recorte-o e coloque em seu bolso, no seu painel, em sua geladeira ou ao lado de sua cama - permita que as palavras se tornem uma fonte de energia elevada e auto-estima. Pelo simples fato de transportar estas palavras com você e estar no mesmo espaço com elas, a energia irá fluir diretamente para você.
Auto-estima emerge do fato de você respeitar a Fonte de onde você veio e você decidiu se reconectar a essa Fonte, não importando o que os outros podem pensar. É muito importante no início manter-se lembrando que você é digno de infinito respeito vindo da Fonte com a qual você sempre pode contar , o pedaço da energia de Deus que o define. Esta lembrança vai fazer maravilhas pela sua auto-estima e, conseqüentemente,com a sua capacidade de usar o poder da intenção em sua vida.De novo e de novo, recorde-se: eu não sou o meu corpo. Eu não sou o meus bens. Eu não sou minhas conquistas. Eu não sou a minha reputação. Eu Sou inteiro e perfeito como eu fui criado!

Passo 3: Estenda mais respeito aos outros e à todos os tipos de vida. Talvez o maior segredo da auto-estima seja apreciar mais as outras pessoas. A forma mais fácil de fazer isso é ver nelas o desdobramento de Deus. Olhe o passado, os fracassos dos outros , a aparência, fracassos e sucessos, o seu "status" na sociedade, a sua riqueza ou a falta dela - e extenda carinho e amor à Fonte de onde eles vieram. Todo mundo é um filho de Deus - todos! Tente ver isto, mesmo naqueles que se comportam como se ser ateu estivesse na moda. Saiba que extendendo amor e respeito, você pode transformar essa energia de modo que ela de volte à sua Fonte, em vez de ficar parada. Em suma, mande respeito pois é isso que você tem para distribuir.Envie julgamento e energia de baixa vibração e é o que você irá atrair de volta. Lembre-se, quando você julga o outro, você não o define, você se define como alguém que precisa de julgamento. O mesmo se aplica aos julgamentos dirigidos à você.

Passo 4: Afirme para si mesmo e para todos os outros que você encontrar, eu pertenço!
O sentimento de pertencer é um dos maiores atributos de Abraham Maslow da pirâmide de auto-realização (ver questão da phenomeNEWS fevereiro 2007). A sensação de que você não pertence ou que você está no lugar errado pode ser devido a uma falta de auto-estima. Respeite a si mesmo e a sua divindade sabendo que cada um pertence. Isto nunca devia ser questionado. Sua presença aqui no Universo é a prova única de que você pertence . Nenhuma pessoa decide se você pertence a ele. Nenhum governo determina que alguns pertencem e alguns não. Este é um sistema inteligente do qual você é parte . A sabedoria da Criação o destinou para estar aqui, neste lugar, nessa família com estes irmãos e pais, ocupando este precioso espaço. Diga para si mesmo e afirme quando necessário: eu pertenço! E o mesmo acontece com todos os outros. Ninguém está aqui por acaso!

Passo 5: Lembre-se de que você nunca está sozinho. Minha auto-estima permanece intacta enquanto eu sei que é impossível para mim estar sozinho . Eu tenho um "sócio senior" que nunca me abandonou e que esteve comigo até mesmo em momentos nos quais eu aparentemente abandonei a minha Fonte. Eu sinto que se a mente universal tem respeito suficiente para me permitir vir até aqui e para trabalhar através de mim- e para me proteger em momentos nos quais eu me embrenhei em caminhos não espirituais perigosos- então esta parceria merece meu respeito recíproco. Eu me recordo meu amigo Pat Mcmahon, um apresentador na rádio KTAR em Phoeniz, Arizona, me contando sobre seu encontro com Madre Teresa em seu estúdio antes de entrevistá-la para seu programa. Ele implorou para que ela permitisse que ele fizesse algo por ela. "Qualquer coisa", ele pediu. "Eu apenas quero ajudá-la de alguma forma" . Ela olhou para ele e disse "Amanhã de manhã acorde às 4:00 AM e vá pelas ruas de Phoenix. Ache alguém que more lá e que acredite que está sozinho e o convença de que ele não está só". Grande conselho, pois todo aquele que se afunda em dúvidas sobre si mesmo ou aparenta estar perdido , perdeu sua auto-estima pois esqueceu que não está sozinho.

Passo 6: Respeite seu corpo! Você foi provido de um corpo perfeito para abrigar seu ser invisível por breves momentos na eternidade.A despeito de tamanho, forma, cor ou qualquer enfermidade imaginárias, é uma criação perfeita para o propósito para o qual você foi destinado aqui. Você não precisa trabalhar para ser saudável, saúde é algo que você já possui se você não perturbá-la. Você pode ter perturbado sua saúde por comer demais, exercitado-se pouco e estimulado-se com toxinas e drogas que o fizeram doente, fatigado, ansioso, deprimido, envaidecido ou uma lista interminável de mazelas. Você pode começara alimentar a intenção de viver uma vida de amor próprio por honrar o templo que o abriga. Você não necessita de outra dieta, manuais de exercícios ou personal trainer. Vá para dnetro, ouça seu corpo e trate-o com dignidade e amor que sua auto-estima necessita.

Passo 7: Medite para permanecer em contato com a sua Fonte, que sempre o respeita. Eu não posso dizer isto o suficiente: meditação é o caminho para experenciar o que os cinco sentidos não podem detectar. Quando você está conectado com o campo da intenção, você está conectado com a sabedoria que existe dentro de você. A sabedoria divina tem grande respeito por você e cuida de você enquanto você está aqui.Meditação é um caminho para assegurar que você permaneça num estado de amor próprio. Não importa o que aconteça ao seu redor quando você penetra no sagrado espaço da meditação, todas as dúvidas sobre o seu valor como uma criatura estimada são dissolvidas. Você irá emergir da solitude da meditação sentindo-se conectado com a sua Fonte e experimentando respeito por todos os seres, particularmente por si mesmo.

Passo 8: Faça as pazes com seus adversários. O ato de fazer as pazes envia um sinal de respeito por seus adversários. Irradiando esta energia de perdão, você pode encontrar o mesmo tipo de respeito e energia positiva retornando em sua direção. Sendo grande o suficiente , perdoando e repondo a energia de raiva , amargura e tensão com gentileza- mesmo que você insista que você está certo- você irá se respeitar muito mais do que antes de seu ato de perdão. Se você está cheio de raiva de álguém, existe uma grande parte de você que se ressente da presença desta energia debilitante. Tire um momento aqui e agora para simplesmente encarar a pessoa que está em sua mente como alguém que você machucou, ou que diretamente o feriu e diga a ele ou à ela que você gostaria de fazer as pazes. Você irá notar o quão melhor você irá se sentir. Este sentimento de ter limpado o ar é o amor-próprio. É necessário muito mais coragem, força de carater e convicção interna para fazer as pazes do que para permanecer nos sentimentos debaixa vibração.

Passo 9: Sempre lembre-se de si mesmo com amor próprio. Para fazer isto voce tem que reconhecer que as opiniões dos outros a seu respeito não são fatos, são opiniões. Quando falo para uma audiência de 500 pessoas, existem 500 opiniões sobre mim na sala no fim do evento. Eu não sou nenhuma dessa opiniões. Eu não posso ser responsável por como eles me vêem. A única coisa pela qual eu posso ser responsável é meu próprio caráter e isto é verdade para cada um de nós. Se eu me respeito, então eu conto com meu amor proprio. Se eu duvido de mim, me puno, eu não apenas perco minha auto-estima, eu continuo atraindo mais e mais dúvidas e opiniões de baixa vibração com as quais futuramente eu irei me punir.Você não pode permanecer ligado a mente universal, que nos dirige a todos aqui, se você fracassar em tratar a si mesmo com respeito.

Passo 10: Permaneça em um estado de gratidão.Você irá descobrir que a gratidão é o degrau final em cada capítulo de sucesso.Seja um apreciador ao invés de um depreciador de tudo que aparece em sua vida.Quando você está dizendo, Obrigado, Deus, por tudo, e quando você esta expressando gratidão pela sua vida e por tudo aquilo que você vê e experimenta, você está respeitando a Criação. Este respeito está dentro de você, e você só pode dar aquilo que está dentro de você. Permanecer num estado de gratidão é exatamente a mesma coisa que permnecer num estado de respeito-respeito por si mesmo, que você dá livremente e que retornará para você multiplicado. Eu uso as palavras de Jesus de Nazaré, falando através de seu apóstolo São Matheus ( Matheus 5:48) "Seja perfeito, portanto, como seu Pai celestial é perfeito."Reconecte-se com a perfeição da qual você se originou. Você não pode ter mais auto-estima do que isso!


© 2008 Direitos Autorais Dr. Wayne W Dyer

Tradução:

Lorena

Blog: http://dralorenadebarros.blogspot.com/


.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

UM MESTRE UNIVERSAL!!

UM MESTRE UNIVERSAL!!



um Mestre universal

Reside no centro de peregrinação conhecido como Prashanti Nilayam, a Morada da Paz Perfeita, que se encontra a pouco mais de 160 quilómetros a noroeste da cidade de Bangalore, no sul da Índia.



Eis aqui algumas das pérolas da sua mensagem ao mundo:



Mensagens de Sri Sathya Sai Baba

* O Amor deve ser considerado como o próprio sopro da vida.

* O Amor manifesta-se da mesma maneira em todas as coisas, sabe que este Amor é a Alma Universal, é Deus.

* O Único Deus está em tudo na Forma de Amor.

* Aquilo que dermos é exactamente o que receberemos. Se dermos amor, receberemos amor; se dermos dor, receberemos dor; se dermos bens receberemos bens; se dermos desprezo, receberemos desprezo...

* É através das dificuldades que aprendemos a ajudar os outros.

*O que vemos nos outros é o reflexo daquilo que temos em nós; os outros são espelhos onde nos miramos.

* Convence-te de que tu és o Universal e Imortal Ser Supremo.

* A paz genuína é alcançada através do controle dos sentidos.

* Não permitas que os apegos egoístas te atem. Ocupa-te em cumprir com as tuas obrigações. Não te alegres com o êxito nem te entristeças com o fracasso. Apressa-te a renunciar a tudo o que é daninho. então, mediante o discernimento, poderás tocar o clarim da vitória!

*Meditem, concentrem-se e avancem pela senda! Meditem de modo metódico e correcto e sejam Um com o Ser Supremo!

* Fortaleçam a vossa fé em Deus, seja qual for a forma pela qual o adorem. Creiam firmemente que tudo é santificado pelo Seu Nome. Com esta disposição pratiquem as vossas devoções.

* Deus conceder-te-á o que necessitas e mereces. Sê contente, sê grato seja o que for que aconteça, e sempre que aconteça. Nada pode acontecer contra a vontade de Deus.

* Para se sobrepor à dor a pessoa deve meditar e cantar repetidamente o nome de Deus. Sem a meditação não é possível governar a mente. Por isso, a meditação é essencial para submergir a mente na Consciência Suprema.

* Quando a pessoa volta a sua visão para dentro, o olho interior vê quão real é a Bem-aventurança da Consciência Suprema. É então quando desce a graça de Deus.

* Chega um momento em que perceber que “Tudo é Deus” resulta algo natural para ti.

* Escutem, vós cuja verdadeira natureza é a mesma que a da Consciência Suprema! Descubram o vosso ser genuíno, a vossa autêntica realidade. Alcancem o conhecimento de que vós sois a própria Consciência Suprema; que só esta alegria os transporte; provem a ilimitada, a incomparável, a concentrada bem-aventurança de estar conscientes do ser genuíno. Deixem que o tempo se funda n’Ele, Ele, cuja forma é o Tempo. Esta é a tarefa mais excelsa do homem, tal como se ensina nas escrituras.

*O sinal distintivo de uma pessoa sábia é o amor infinito.

* Recordem que aquilo que é mais sagrado que todos os objectos sagrados é o nome de Deus, o qual tem a virtude de transformar a baixa natureza, até convertê-la em néctar

* Primeiro sinta que você está na Luz, logo sinta que a Luz está em você, depois que você é a Luz.

* A Consciência Suprema está dentro de todos; sua forma é o amor.

* Mostrem bondade completa a todos os seres, e também espírito de sacrifício pessoal.

*De igual modo devem possuir controle sobre os sentidos, carácter aprazível e desapego às coisas.

* A pessoa deve estar alerta, sem se permitir um só momento de descuido, contra os apetites, o enfado, a cobiça, a impaciência, o ódio e o orgulho.

* A paciência é toda a força de que um homem necessita.

* Aqueles que anseiam viver na felicidade devem estar sempre praticando o bem.

* É fácil vencer o enfado mediante o amor, o apego mediante o raciocínio, a falsidade mediante a verdade, a maldade mediante a bondade e a cobiça mediante a caridade.

* Assumam o silêncio quando a ira se introduzir na vossa consciência, ou recordem o nome de Deus. Não recordem coisas – e sobre tudo sentimentos – que excitem a mente.

* Evita fazer aos outros tudo aquilo que tu penses que eles não te deveriam fazer.

* Não te enchas de orgulho quando os outros te elogiam; não te sintas abatido quando te critiquem.

* Se surgir uma disputa entre os teus amigos não os exacerbes ainda mais. Pelo contrário, trata de restaurar a sua amizade com amor e simpatia

* Sempre que tenhas um pouco de tempo livre, não o gastes falando sobre as outras pessoas. Emprega-o na meditação ou em fazer o bem e em servir os outros nas suas necessidades.

* Recorda, tu não és este corpo; este corpo não podes ser tu. Tu és isso (És a Consciência Suprema). Este é o ensinamento mais excelso e mais sagrado; és a indestrutível Consciência Suprema.

* Devem começar por dar o primeiro passo: a limpeza da mente e o cultivo da virtude. Por outra parte, nunca aceitem gratuitamente nada dos outros; retribuam-lhe com serviços ou trabalho. Deste modo progridem em auto-respeito e dignidade.

* Quando fazeis uma boa acção é a vós próprios que a fazeis; recordem que ao causar mal a alguém, vós mesmos vos lastimareis.

* Sejam vosso próprio guru, vosso próprio mestre; a lâmpada existe dentro de vós mesmos. Acendam-na e prossigam sem temor.

* Não há necessidade de se extenuarem na procura de Deus. Ele está aí, como a manteiga no leite, como o pintainho no ovo; está em cada átomo da criação. Ele não provem de um lugar nem vai a outro. Ele encontra-se aqui, além, em todas as partes. Desde o átomo ao cosmos, do microcosmos ao macrocosmos. Ele é Tudo.

* O homem é divino, Eu digo-vos: em realidade está aqui para cumprir uma missão divina dentro de um propósito divino. O homem deve merecer o seu direito de nascimento, que é a paz divina. A carência de paz divina representa uma condição que não é natural. A verdadeira natureza interior do homem reside na paz divina. Só quando a verdade, a luz interior e a bem-aventurança forem conquistadas se estabelecerá a paz divina. Aquele que é demasiado ruidoso não alcança a paz. O silêncio é a linguagem do homem que se realizou.

* Procurem sempre o bem estar da humanidade. Amem, e esse amor ser-vos-á retribuído. O ódio jamais será parte das vossas vidas se promoverem o amor e olharem para todo o mundo com amor.

* Perdoem as falhas dos demais, porém enfrentem rigorosamente as próprias.

* Dentro de todas as pessoas mora a divindade, a verdade e a doçura.

* Amem. Pratiquem e cultivem o amor; assim desaparecerão todos os ódios e invejas.

* Diz-se que o corpo é o templo de Deus. O mundo é o corpo de Deus.

* Enche cada uma das tuas palavras com amor.

* Enche cada um dos teus actos com amor.

* Irradia paz e alegria.

* Começa o dia com amor, vive o dia com amor, enche o dia com amor e termina o dia com amor.

* O remédio para a dor da ofensa é o perdão. Clemência é o remédio que eliminará totalmente a dor do coração.

* Quando chegarmos ao momento em que é melhor morrer, pois seria pouco sábio e prejudicial à alma prosseguir, que santo iluminado deveria intervir? Deus sabe o que é melhor para o seu filho amado.

* Basta que chame o Senhor com todo o coração. Ele está aí, instalado como seu próprio Mestre interno. Ele o ensinará a partir daí. O conhecimento real deve vir, de nossa própria experiência interior.

* Se adoptarmos, com amor, a prática da repetição do nome de Deus que para nós é o mais querido, e simultaneamente visualizarmos, com amor, a Forma particular que aquele nome contém, esta prática é por si só suficiente para purificar de impurezas nossas mentes e corações, e assim realizarmos plenamente a Verdade do nosso ser interior. Pois repetindo o nome de Deus com amor, Deus que é amor responde-nos. Ele é chamado e vem até nós, feliz e amoroso, querendo caminhar connosco, e ser nossa divina companhia


____________________________________________________________

Endereços recomendados para mais informações sobre este Mestre:

http://www.sssbpt.org
http://aspiranteadevoto.blogspot.com/
http://sites.google.com/site/eternocaminhante/

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Curadores Espirituais - Os agentes do alto!

Curadores Espirituais - Os agentes do alto!
Canal: Wagner Borges
11/02/2012

.


.

Só é curador espiritual quem confia que suas mãos são de Luz.
Quem sente o toque de outras mãos nas suas, nas ondas do Amor...
Quem sente em sua própria presença visível a inspiração do Invisível Imanente.
Quem sente, em seu coração, Aquela Presença que está em todas as coisas.
O curador responsável e consciente sabe que quem cura não é ele, mas, sim, o Poder da Presença nele...
E também sabe que, muitas vezes, devido a diversas condições cármicas, ele não conseguirá bons resultados em alguns casos.
No entanto, mesmo assim, ele fará o seu trabalho, pois essa é a sua natureza.
E, se suas mãos são de Luz, naturalmente irradiarão energias, sem qualquer julgamento ou condições. Inclusive, porque sabe que o Amor Real é incondicional e permeia a todos os seres.
Mesmo nos casos mais difíceis, ele sabe que a Presença passa sementes espirituais por suas mãos... E tal semeadura sutil terá o seu efeito no momento certo - na Terra, ou além.
O curador lúcido tem noção clara de que matéria é energia condensada (e energia é matéria em estado radiante), e, portanto, sabe que, mesmo se tocar apenas o corpo físico, também tocará a alma (e vice-versa), pois sua ação será sempre no nível energético.
Além disso, consciente de que é emissário da Presença, ele procederá com grande respeito e gratidão, pela chance de realizar a Luz em suas mãos.
Ah, um Grande Amor habita o coração do bom curador... E é tal grandeza espiritual que lhe diz, num sussurro sutil, que, quando ele ajuda alguém, está, na verdade, ajudando a si mesmo.
Porque a Presença está nele e, por isso, suas mãos são duas jóias espirituais.
E, por onde ele for, os seus toques sempre serão de Paz e Luz...

.

- Notas:
A Presença - metáfora celta para o Todo que está em tudo. Quando os antigos iniciados celtas admiravam os momentos mágicos do alvorecer e do crepúsculo, costumavam dizer: "Isso é um assombro!" - E assim era para todas as coisas consideradas como manifestações grandiosas da Natureza e do ser humano. Ver o brilho dos olhos da pessoa amada, a beleza plácida da lua, a alegria do sorriso do filho, ou o desabrochar de uma flor eram eventos maravilhosos. Então, eles ousavam escutar os espíritos das brumas, que lhes ensinaram a valorizar o Dom da vida e a perceber a pulsação de uma PRESENÇA em tudo.
A partir daí, eles passaram a referir-se ao TODO QUE ESTÁ EM TUDO como a PRESENÇA que anima a Natureza e os seres. Se a luz da vida era um assombro de grandiosidade, maior ainda era a maravilha da PRESENÇA que gerava essa grandiosidade. Perceber essa PRESENÇA em tudo era um assombro! E saber que o sol, a lua, o ser amado, os filhos, as flores e a Natureza eram expressões maravilhosas dessa totalidade, levava os iniciados daquele contexto antigo da Europa a dizerem: "Que assombro!"
Hoje, inspirado pelos amigos invisíveis celtas, deixo registrado aqui nesses escritos o "terno assombro" que sinto ao meditar na PRESENÇA que está em tudo. E lembro-me dos ensinamentos herméticos inspirados no sábio estelar Hermes Trismegistro, que dizia no antigo Egito: "O TODO está em tudo! O Inefável é invisível aos olhos da carne, mas é visível à inteligência e ao coração."
O TODO ou A PRESENÇA, tanto faz o nome que se dê. O que importa mesmo é a grandiosidade de se meditar nisso; essa mesma grandiosidade de pensar nos zilhões de sóis e nas miríades de seres espalhados pela vastidão interdimensional do Multiverso, e de se maravilhar ao se perceber como uma pequena partícula energética consciente e integrante dessa totalidade, e poder dizer de coração: "Caramba, que assombro!"

.

.

Canal: Wagner Borges
Fonte: Site Somos Todos Um

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Sete técnicas para meditar e acalmar a mente

Sete técnicas para meditar e acalmar a mente
De olhos abertos, com música ou caminhando, uma delas é a sua cara
REVISADO EM 26/3/2007 POR MINHA VIDA
A lista de benefícios oferecidos pela meditação não encontra limites. A técnica milenar ajuda a disciplinar e acalmar a mente, trazendo conforto emocional e aumentando nossa capacidade de concentração. "É um exercício ótimo para nos ajudar a lidar com as nossas emoções", diz Maria José Rocha Correia, professora da Associação Palas Athena.

E se você é do tipo que nunca nem pensou em usufruir de tudo isso, apavorado só de pensar na combinação cheiro de incenso mais música instrumental, tem tudo para mudar de idéia. Existem técnicas para todos os tipos de perfil: dá para meditar de olho aberto, vendo uma imagem bonita, entoando mantras ou simplesmente em silêncio, num lugar calmo.

O tempo para sentir todas essas melhoras varia de uma pessoa a outra e tem pouca relação com a duração da prática. "O que conta é a firmeza de propósito, a disciplina e a regularidade para criar o hábito", explica Maria José. É isso mesmo. A meditação é a ginástica da mente, com a vantagem de que bastam 15 minutos diários para desencadear as mudanças na vida dos praticantes.

Há muitas técnicas que conduzem a mente à tranqüilidade. Veja as principais:

1 - Corpo São
Apoios fisiológicos usados para melhorar o estado mental. É uma das mais comuns e simples de fazer. Concentre-se na respiração, nas batidas do coração ou na pulsação do corpo. Sente na chamada pose de índio (ou posição de lótus), com a coluna reta e as pernas cruzadas. Feche os olhos e focalize o fluxo de ar que entra e sai de seus pulmões.

Essa técnica é aplicada no budismo japonês. "Se uma pessoa está ansiosa e agitada, o gesto de inspirar e expirar o ar longamente simboliza expelir o que está incomodando. É a saída do excesso de peso, propiciando um estado de serenidade", explica Maria José. A prática hinduísta do tantrismo se concentram nas pulsações e o taoísmo, baseado na filosofia chinesa, nos batimentos cardíacos.



2 - Cristã e bhakti-ioga

O foco da meditação são as divindades, orações ou textos sagrados. Resgatada pelo monge beneditino inglês John Main (1926-1982), está baseada na repetição de um mantra (sons). Sente-se com as costas retas em um lugar tranquilo, duas vezes ao dia, no período da manhã e à noite. Feche os olhos e repita o mantra Maranatha, que em aramaico significa "Venha, Senhor. Venha, Senhor Jesus".






3 - Transcendental
Não requer concentração ou contemplação. É baseada na repetição de um som particular só conhecido pelo iniciado.






4 - Zen-Budista
Uma das técnicas dessa corrente do budismo é a meditação andando do monge Thich Nhât Hanh. Ao caminhar, conte os passos e sincronize-os com a respiração.








5 - Dinâmica
Criada, especialmente para os ocidentais, pelo líder espiritual Mohan Chandra Rajneesh, o Osho. A técnica mistura elementos de várias culturas, como músicas, danças e movimentos para se conectar com o presente.








6 - Raja Yoga
O foco é a reflexão. Sentados numa posição confortável e de olhos abertos, os praticantes mentalizam pontos positivos da natureza humana, como perdão, bondade, generosidade, compaixão e amor incondicional.






7 - Concentração
Mantras (sons), formas geométricas ou cores são o ponto de atenção. É comum nas práticas hinduístas e budistas. Os praticantes concentram-se num desses aspectos e fazem com que pensamentos e emoções se direcionem a ele.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Medicina Bioenergética.

EXCELENTE ENTREVISTA
com o Dr. Jorge Carvajal, médico cirurgião da Universidade de Andaluzia, Espanha, pioneiro da Medicina Bioenergética.

Qual adoece primeiro: o corpo ou a alma?

A alma não pode adoecer, porque é o que há de perfeito em ti, a alma evolui, aprende.
Na realidade, boa parte das enfermidades são exatamente o contrário: são a resistência do corpo emocional e mental à alma.
Quando nossa personalidade resiste aos desígnios da alma, adoecemos.
A Saúde e as Emoções.

Há emoções prejudiciais à saúde? Quais são as que mais nos prejudicam?

70 por cento das enfermidades do ser humano vêm do campo da consciência emocional.
As doenças muitas vezes procedem de emoções não processadas, não expressadas, reprimidas.
O medo, que é a ausência de amor, é a grande enfermidade, o denominador comum de boa parte das enfermidades
que temos hoje.
Quando o temor se congela, afeta os rins, as glândulas suprarrenais,os ossos, a energia vital, e pode
converter-se em pânico.

Então nos fazemos de fortes e descuidamos de nossa saúde?

De heróis os cemitérios estão cheios. Tens que cuidar de ti.
Tens teus limites, não vás além.
Tens que reconhecer quais são os teus limites e superá-los, pois, se não os reconheceres, vais destruir teu corpo.

Como é que a raiva nos afeta?

A raiva é santa, é sagrada, é uma emoção positiva, porque te leva à autoafirmação, à busca do teu território, a defender
o que é teu, o que é justo. _ Porém, quando a raiva se torna irritabilidade, agressividade, ressentimento, ódio, ela se volta
contra ti e afeta o fígado, a digestão, o sistema imunológico.

Então a alegria, ao contrário, nos ajuda a permanecer saudáveis?

A alegria é a mais bela das emoções, porque é a emoção da inocência, do coração e é a mais curativa de todas, porque
não é contrária a nenhuma outra. Um pouquinho de tristeza com alegria escreve poemas.
A alegria com medo leva-nos a contextualizar o medo e a não lhe darmos tanta importância.

A alegria acalma os ânimos?

Sim, a alegria suaviza todas as outras emoções, porque nos permite processá-las a partir da inocência.
A alegria põe as outras emoções em contato com o coração e dá-lhes um sentido ascendente.
Canaliza-as para que cheguem ao mundo da mente.

E a tristeza?

A tristeza é um sentimento que pode te levar à depressão quando te deixas envolver por ela e não a expressas, porém
ela também pode te ajudar. A tristeza te leva a contatares contigo mesmo e a restaurares o controle interno.
Todas as emoções negativas têm seu próprio aspecto positivo.
Tornamo-las negativas quando as reprimimos.

Convém aceitarmos essas emoções que consideramos negativas como parte de nós mesmos?

Como parte para transformá-las, ou seja, quando se aceitam, fluem, e já não se estancam e podem se transmutar.
Temos de as canalizar para que cheguem à cabeça a partir do coração.
Que difícil! Sim, é muito difícil.
Realmente as emoções básica são o amor e o medo (que é ausência de amor), de modo que tudo que existe é amor,
por excesso ou deficiência. Construtivo ou destrutivo.
Porque também existe o amor que se aferra, o amor que superprotege, o amor tóxico, destrutivo.
Como prevenir a enfermidade?
Somos criadores, portanto creio que a melhor forma é criarmos saúde.
E, se criarmos saúde, não teremos que prevenir nem combater a enfermidade, porque seremos saúde.

E se aparecer a doença?

Teremos, pois, de aceitá-la, porque somos humanos.
Krishnamurti também adoeceu de um câncer de pâncreas e ele não era alguém que levasse uma vida desregrada.
Muita gente espiritualmente muito valiosa já adoeceu. Devemos explicar isso para aqueles que creem que adoecer é fracassar.
O fracasso e o êxito são dois mestres e nada mais.
E, quando tu és o aprendiz, tens que aceitar e incorporar a lição da enfermidade em tua vida..
Cada vez mais as pessoas sofrem de ansiedade.
A ansiedade é um sentimento de vazio, que às vezes se torna um oco no estômago, uma sensação de falta de ar.
É um vazio existencial que surge quando buscamos fora em vez de buscarmos dentro.
Surge quando buscamos nos acontecimentos externos, quando buscamos muleta, apoios externos, quando não temos a solidez
da busca interior.
Se não aceitarmos a solidão e não nos tornarmos nossa própria companhia, sentiremos esse vazio e tentaremos preenchê-lo
com coisas e posses.
Porém, como não pode ser preenchido de coisas, cada vez mais o vazio aumenta.

Então, o que podemos fazer para nos libertarmos dessa angústia?

Não podemos fazer passar a angústia comendo chocolate ou com mais calorias, ou buscando um príncipe fora.
Só passa a angústia quando entras em teu interior, te aceitas como és e te reconcilias contigo mesmo.
A angústia vem de que não somos o que queremos ser, muito menos o que somos, de modo que ficamos no "deveria ser",
e não somos nem uma coisa nem outra.
O stress é outro dos males de nossa época. O stress vem da competitividade, de que quero ser perfeito, quero ser melhor,
quero ter uma aparência que não é minha, quero imitar.
E realmente só podes competir quando decides ser um competidor de ti mesmo, ou seja, quando queres ser único, original,
autêntico e não uma fotocópia de ninguém.
O stress destrutivo prejudica o sistema imunológico.
Porém, um bom stress é uma maravilha, porque te permite estar alerta e desperto nas crises e poder aproveitá-las como
oportunidades para emergir a um novo nível de consciência.

O que nos recomendaria para nos sentirmos melhor com nós mesmos?

A solidão. Estar consigo mesmo todos os dias é maravilhoso.
Passar 20 minutos consigo mesmo é o começo da meditação, é estender uma ponte para a verdadeira saúde, é aceder
o altar interior, o ser interior.
Minha recomendação é que a gente ponha o relógio para despertar 20 minutos antes, para não tomar o tempo de nossas ocupações.
Se dedicares, não o tempo que te sobra, mas esses primeiros minutos da manhã, quando estás rejuvenescido e descansado,
para meditar, essa pausa vai te recarregar, porque na pausa habita o potencial da alma.
O que é para você a felicidade?

É a essência da vida. É o próprio sentido da vida. Estamos aqui para sermos felizes, não para outra coisa.
Porém, felicidade não é prazer, é integridade.
Quando todos os sentidos se consagram ao ser, podemos ser felizes.
Somos felizes quando cremos em nós mesmos, quando confiamos em nós, quando nos empenhamos transpessoalmente
a um nível que transcende o pequeno eu ou o pequeno ego.
Somos felizes quando temos um sentido que vai mais além da vida cotidiana, quando não adiamos a vida, quando não
nos alienamos de nós mesmos, quando estamos em paz e a salvo com a vida e com nossa consciência.
Viver o Presente.

É importante viver no presente? Como conseguir?

Deixamos ir-se o passado e não hipotecamos a vida às expectativas do futuro quando nos ancoramos no ser e não no ter,
ou a algo ou alguém fora.
Eu digo que a felicidade tem a ver com a realização, e esta com a capacidade de habitarmos a realidade.
E viver em realidade é sairmos do mundo da confusão.

Na sua opinião, estamos tão confusos assim?

Temos três ilusões enormes que nos confundem:

Primeiro: cremos que somos um corpo e não uma alma, quando o corpo é o instrumento da vida e se acaba com a morte.

Segundo: cremos que o sentido da vida é o prazer, porém com mais prazer não há mais felicidade, senão mais dependência..
Prazer e felicidade não são o mesmo. Há que se consagrar o prazer à vida e não a vida ao prazer.

Terceiro: ilusão é o poder; desejamos o poder infinito de viver no mundo.
E do que realmente necessitamos para viver? Será de amor, por acaso?

O amor, tão trazido e tão levado, e tão caluniado, é uma força renovadora. O amor é magnífico porque cria coesão.
No amor tudo está vivo, como um rio que se renova a si mesmo. No amor a gente sempre pode renovar-se, porque ordena tudo.
No amor não há usurpação, não há transferência, não há medo, não há ressentimento, porque quando tu te ordenas, porque vives
o amor, cada coisa ocupa o seu lugar, e então se restaura a harmonia.
Agora, pela perspectiva humana, nós o assimilamos com a fraqueza, porém o amor não é fraco.
Enfraquece-nos quando entendemos que alguém a quem amamos não nos ama.
Há uma grande confusão na nossa cultura.
Cremos que sofremos por amor, porém não é por amor, é por paixão, que é uma variação do apego.
O que habitualmente chamamos de amor é uma droga.
Tal qual se depende da cocaína, da maconha ou da morfina, também se depende da paixão.
É uma muleta para apoiar-se, em vez de levar alguém no meu coração para libertá-lo e libertar-me.
O verdadeiro amor tem uma essência fundamental que é a liberdade, e sempre conduz à liberdade.
Mas às vezes nos sentimos atados a um amor. Se o amor conduz à dependência é Eros.
Eros é um fósforo, e quando o acendes ele se consome rapidamente em dois minutos e já te queima o dedo.
Há amores que são assim, pura chispa. Embora essa chispa possa servir para acender a lenha do verdadeiro amor.
Quando a lenha está acesa, produz fogo. Esse é o amor impessoal, que produz luz e calor.

Pode nos dar algum conselho para alcançarmos o amor verdadeiro?

Somente a verdade.
Confia na verdade; não tens que ser como a princesa dos sonhos do outro, não tens que ser nem mais nem menos do que és.
Tens um direito sagrado, que é o direito de errar; tens outro, que é o direito de perdoar, porque o erro é teu mestre.
Ama-te, sê sincero contigo mesmo e leva-te em consideração.
Se tu não te queres, não vais encontrar ninguém que possa te querer.
Amor produz amor. Se te amas, vais encontrar amor. Se não, vazio.
Porém nunca busques migalhas, isso é indigno de ti.
A chave então é amar-se a si mesmo. E ao próximo como a ti mesmo.
Se não te amas a ti, não amas a Deus, nem a teu filho, porque estás apenas te apegando, estás condicionando o outro.
Aceita-te como és; não podemos transformar o que não aceitamos, e a vida é uma corrente permanente de transformações